Vamos ajudar, junte-se a nós

A CP recebe anualmente diversas solicitações de apoio a vários níveis e a todos eles dedica a atenção, tratamento e resposta, estudando as formas possíveis de intervenção e de apoio adequadas a cada caso, num processo constante de melhoria contínua, que conta com todos nós, de forma a aumentar e melhorar a sua contribuição para as suas comunidades.

Contamos também consigo, ajude e faça o bem, a si e aos outros. Obrigado.

 

A Sociedade Portuguesa de Esclerose Múltipla é uma IPSS de âmbito nacional, com a missão de melhorar a qualidade de vida de todas as pessoas afetadas pela doença. Em Portugal estima-se que existam mais de 8.000 pessoas com Esclerose Múltipla (EM) embora  se considere que este número esteja subestimado, tanto pelo número de pessoas que estão sem diagnóstico e como pelas que estão em tratamento confirmado. 

A Esclerose Múltipla é uma doença crónica, autoimune, inflamatória e degenerativa, que afeta o sistema nervoso central e os sintomas mais comuns da EM são fadiga, alterações na marcha, dormência, espasticidade (sensação de rigidez e espasmos musculares), fraqueza, problemas de visão, tonturas, problemas de bexiga, disfunção sexual, problemas intestinais, dor, dificuldades cognitivas, alterações emocionais, depressão, alterações na fala, alterações na deglutinação, tremor, convulsões, problemas respiratórios, perda de audição e disfunção da bexiga. 

Alguns sintomas da esclerose múltipla são imediatamente óbvios. Outros, são frequentemente sintomas invisíveis. Estes podem ser difíceis de descrever para outras pessoas e, por vezes, a família e os prestadores de cuidados não compreendem os efeitos que estes têm na pessoa com Esclerose Múltipla, no emprego, atividades sociais e qualidade de vida gerando estereótipos, estigmas e exclusão social, impedindo por vezes que os cidadãos e cidadãs tenham acesso a uma vida “normal” em sociedade. 

Há mais de três décadas que a SPEM se dedica à conquista de uma melhor qualidade de vida para as pessoas com EM. Neste caminho, contam com o valioso e muito generoso apoio de entidades e pessoas que, de múltiplas formas podem contribuir para a nossa causa. Toda a ajuda é importante. 

Colabore com a SPEM: 

Faça-se sócio 

Seja voluntário 

Faça uma doação

 Com o seu contributo será possível aumentar a entrega de Cães de Assistência a pessoas com diversidade funcional.

A ÂNIMAS é uma Associação sem fins lucrativos que visa ceder de forma gratuita cães de serviço, promovendo a integração social e profissional de pessoas com diversidade funcional, com o cão de Ajuda social.

Estes cães auxiliam indivíduos utilizadores de cadeiras de rodas ao realizar tarefas como abrir portas, recolher objetos do chão; pessoas com epilepsia em momento da crise; pessoas portadoras do espectro do autismo; pessoas com stress pós traumático e cães para surdos que alertam para o toque de uma campainha, para o choro de um recém-nascido, para o alarme de incêndio.

Estão a decorrer diversos programas tanto de atividades como de Terapia Assistida por Animais – uma metodologia de intervenção, realizada por profissionais de saúde, em que o animal é considerado parte integrante do processo terapêutico;

Atualmente estão presentes em todo o território continental, tanto na formação, acompanhamento  e entrega gratuita dos Cães de Assistência, como noutras áreas de intervenção como os centros de acolhimento da CPCJ e entidades que também acolhem crianças e jovens, Centros de Apoio à Aprendizagem de vários Agrupamentos Escolares, Hospital Magalhães Lemos - Ala Psiquiátrica, Pessoas Sem Abrigo (em parceria com a Associação Cais).

Com o seu contributo será possível aumentar a capacidade de formação e entrega destes Cães de Assistência em todo o território nacional.

Juntos transformamos vidas, contribua!

NIB :  PT50 0010 0000 2716 9480 00118

MB Way:  936 871 283

A Associação Corações Com Coroa (CCC) atribui bolsas de estudo, consultas gratuitas de psicologia ou serviço social, bem como apoio jurídico a jovens e mulheres em situação de vulnerabilidade social.

Fundada em 2012, a CCC tem o estatuto de Organização Não Governamental para o Desenvolvimento. Nasceu do compromisso da sua fundadora, Catarina Furtado, enquanto Embaixadora de Boa Vontade do Fundo das Nações Unidas para a População (UNFPA) e mantém, desde o primeiro dia, o seu objetivo: a defesa dos Direitos Humanos, na perspetiva da promoção da igualdade de género e através do empoderamento de raparigas e mulheres. 

Com o projeto artístico-pedagógico “CCC vai à Escola”, trabalha com alunas do 9º ano as problemáticas da violência no namoro e do bullying e está também envolvida em diversas iniciativas de apoio a refugiados e migrantes, nomeadamente através de ações de orientação cultural e do ensino de português. 

A CP- Comboios de Portugal, apoia o projeto da Associação Corações Com Coroa “Bolsas de Estudo CCC”, facilitando as deslocações de jovens raparigas bolseiras, com bons resultados escolares, mas em situação de vulnerabilidade social e em risco de não conseguir prosseguir os estudos. 

Saiba como ajudar também

A CP – Comboios de Portugal, no âmbito da sua política Responsabilidade Social e perante a situação vivida na Ucrânia, associa-se à iniciativa da Cruz Vermelha Portuguesa que está a realizar uma campanha de angariação de fundos que reverte para o Comité Internacional da Cruz Vermelha (CICV), cujos elementos, ao abrigo do Direito Internacional Humanitário, se encontram em território ucraniano a prestar apoio direto às pessoas vítimas do conflito.

Com o lançamento desta campanha, a Cruz Vermelha Portuguesa está, no imediato, a responder ao Apelo de Emergência lançado pelo CICV, acreditando que a solidariedade, para ser eficaz e assertiva, tem de ser coordenada.

Assim, as doações podem ser feitas online - icrc.org – e através do IBAN do Comité Internacional da Cruz Vermelha: CH25 0024 0240 C012 9986 5 ou, em alternativa, através do IBAN da Cruz Vermelha Portuguesa, que está associado às plataformas REVOLUT e WE HELP UKRAINE: PT50 0010 0000 3631 9110 0017 4 – BPI ou da opção "Ser Solidário" do MBway.

O Comité Internacional da Cruz Vermelha considera que a angariação de bens, tais como alimentos, roupa e medicamentos não é, nesta fase, recomendada pelas dificuldades de transporte, armazenagem e gestão na Ucrânia ou nos países fronteiriços que estão a receber refugiados.

Consulte mais informações sobre esta campanha e aceda ao sítio da Cruz Vermelha Portuguesa.

A Associação Portuguesa Amigos de Raoul Follereau apoia anualmente dezenas de projetos de prevenção, tratamento e cura, assim como de reabilitação e reinserção de milhares de doentes de Lepra/Hanseníase. Ao mesmo tempo celebra em Portugal o Dia Mundial dos doentes de Lepra, para sensibilizar a população para a situação dos doentes e ex-doentes de lepra e promove a recolha de fundos.

Porque é que ainda existe lepra nos dias de hoje?

Porque existem casos de extrema pobreza no mundo, como a falta de acesso à água potável, saneamento básico, alimentação e um fraco sistema imunológico, fatores que deixam as populações propensas à doença de Lepra.

Saiba aqui como ajudar.

 

A CP é parceira do SANGFER - Grupo Ferroviário de Dadores de Sangue, apoiando esta associação e divulgando as suas ações mensais de colheita de sangue alargadas à comunidade em geral.

Oportunamente divulgaremos a próxima data e local de recolha.

Dê sangue, uma gota de vida.

A CP associou-se à Cruz Vermelha Portuguesa numa campanha com o objetivo de apoiar famílias em situação de grande vulnerabilidade, através da iniciativa do Cartão Dá/CVP que permite às famílias efetuarem as suas compras nas lojas Continente por todo o país.

Faça o seu donativo neste Cartão e abrace também esta causa!

Donativo por multibanco:

Entidade: 20 999

Referência: 999 999 999