05-08-2018

Comunicado conjunto CP e Infraestruturas de Portugal

Temperaturas extremas afetam a circulação ferroviária em Portugal

As temperaturas extremas que se fazem sentir em Portugal nos últimos dias estão a afetar seriamente a operação ferroviária. Os efeitos desta situação incidem quer nas vias ferroviárias provocando a necessidade de intervenções continuadas em vários pontos do país para corrigir problemas de sinalização, quer ao nível dos comboios, cuja capacidade de refrigeração se encontra afetada. 

Estas circunstâncias têm originado atrasos, nomeadamente nos comboios de longo curso, que, aliadas às temperaturas que se fazem sentir dentro dos veículos, causam níveis de desconforto elevados aos passageiros que procuram os comboios para as suas deslocações. 

A Infraestruturas de Portugal tem, em permanência, diversas equipas ao longo do país que envidam todos os esforços para solucionar os problemas na infraestrutura. 

A CP – Comboios de Portugal optou por cancelar a venda de bilhetes para alguns comboios Alfa Pendular e Intercidades, nomeadamente aqueles que circulam em pontos que têm revelado maior impacto no aumento das temperaturas interiores, procurando gerir os níveis de ocupação e, desta forma, minimizar o desconforto da viagem. 

A IP e a CP lamentam profundamente os incómodos causados e continuarão a desenvolver todos os esforços para prosseguir o serviço de transporte de passageiros, com o menor desconforto possível, no contexto destas circunstâncias excecionais.